21.1 C
Campo Grande
sábado, 29 de janeiro de 2022

Ensaio fotográfico marca 2ª mostra ‘Beleza Negra Resiste’

- Publicidade -

Estudantes da Escola Estadual Japorã, localizada na Avenida Deputado Fernando Saldanha, no centro de Japorã, realizaram ensaio fotográfico para concorrência com outros discentes de todo Mato Grosso do Sul, da 2ª mostra fotográfica, intitulada “Beleza Negra Resiste”.

O projeto ‘Beleza Negra Resiste’ tem o intuito de prestigiar a beleza negra e retratar, em fotografias, parte de uma cultura belíssima, que é a cultura Africana, “não podemos deixar de lado o fato de que isso é um estímulo para os estudantes, em diversos fatores, como se torna um princípio tratar as pessoas com respeito, não praticar o ato de racismo e não compactuar com atos do tipo, além da melhora da auto-estima”, enfatiza diretora Rosineide Pereira Loureiro que lembrou que desta forma é trabalhado também a inclusão dos estudantes, através do projeto “Consciência Negra”.

Consciência Negra

Parte das atividades que estão sendo realizadas na Escola Estadual Japorã durante o mês de novembro. Os estudantes estão realizando atividades dentro e fora da sala de aula, como apresentações culturais, atividades lúdicas, debates, entre outras atividades, promovendo momentos de reflexão sobre a temática da “Consciência Negra”.

No dia 18 de novembro, de acordo com a professora Cláudia, no período noturno, a instituição teve a presença de uma convidada especial, Eliete Feitosa Theo, como ela mesmo disse mais conhecida por (Neguinha). A interação com os alunos e o momento de aprendizagem sobre o tema rendeu também muita descontração durante a noite com brincadeiras, músicas e prato (feijoada) típicos da cultura.

Também foram divulgadas as fotos selecionadas para compor o álbum fotográfico do Projeto “Negritude em Debate”, em parceria com o Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) que está promovendo a 2ª Mostra Fotográfica “Beleza Negra Resiste” “nossos agradecimentos em especial ao fotógrafo Wagner Assumpção que não mediu esforços para vir até Japorã e fotografar os alunos. A parceria entre comunidade, funcionários professores, alunos, coordenadores e direção também foi essencial para que tudo isso pudesse acontecer”, enfatizou professora Sandra.

Adersino Junior, Sed

Leia também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade-