21.8 C
Campo Grande
sábado, 29 de janeiro de 2022

Chegou a hora de dar feedback?

- Publicidade -

É comum neste período que os gestores sentem com suas equipes para avaliar os resultados e traçar as metas para o ano. O feedback é uma prática importante no ambiente corporativo para que os profissionais saibam a percepção da empresa sobre seus pontos fortes, habilidades que podem ser desenvolvidas, além de alinhar expectativas e trocar conhecimento. Para que este momento seja produtivo para quem dá e para quem recebe o feedback, listamos alguns itens que o gestor ou profissional de RH deve estar atento para que a comunicação seja transparente, humanizada e efetiva.

Chegou a hora de dar feedback?

Dashboard de monitoramento

Para organizar prazos de entrega dos projetos, use plataformas de gerenciamento de tarefas, tais como Trello, Asana, Runrun.it e Jira. Com esses apps, é possível estabelecer prazos de entregas e acompanhar o status de cada uma das atividades, bem como identificar possíveis atrasos que podem ser    questionados no momento do feedback.

Nesse caso, o líder deve entender quais os motivos do atraso e buscar, juntos, soluções para que não ocorra novamente. E, claro, os dados também são utilizados para identificar colaboradores com alto desempenho. Aqui, os pontos positivos do colaborador devem ser valorizados no feedback.

Saiba o que falar

Ao utilizar uma das plataformas de gerenciamento de tarefas, a liderança já deu o primeiro passo para identificar a produtividade do seu liderado.

No entanto, o desempenho do colaborador vai além das entregas em si, como, por exemplo, frequência em reuniões importantes, fit cultural, entre outros pontos importantes para a cultura da empresa. Por isso, colete o máximo de informações e analise todos os pontos levantados.

Antes de marcar a reunião de feedback, o gestor precisa refletir sobre os pontos que serão abordados com o colaborador. A recomendação é que ele pergunte a si mesmo: Qual o real motivo desse feedback (promover mudanças e desenvolver plano de carreira)? De que forma pode ajudar o colaborador a desenvolver ou aperfeiçoar determinadas habilidades? Os pontos levantados são realmente úteis para o funcionário e para a empresa? Ao respondê-las, a liderança terá maior assertividade ao dar o feedback e auxiliar na construção de um ambiente de trabalho melhor.

Quando o feedback é negativo, o gestor deve ter cuidado com as palavras e praticar a empatia, ou seja, se colocar no lugar do outro. Se algo precisa ser melhorado ou alterado dentro do ambiente de trabalho, mostre as razões para isso e aponte como corrigi-las. Esse não deve ser um momento de apontar o dedo ou de misturar razões pessoais.

Seja objetivo

O feedback quando subjetivo, ou seja, quando não é direto, gera desconforto e ansiedade para a pessoa avaliada.

Seja empático

Pode até parecer ser o oposto do item anterior, mas ser objetivo é fundamental para um feedback assertivo. Existem várias formas de falar a mesma coisa, basta saber o tom adequado para cada situação.

Crie uma relação de confiança

Faça com que seu liderado saiba que pode contar com você sem medo. Dessa forma, ele terá mais liberdade para falar sobre suas dúvidas, fazer sugestões e contar se existe algum problema.

O gestor também pode pedir um feedback, justamente para criar uma maior relação de confiança. Essa é uma oportunidade para entender quais são, também, seus pontos de melhoria.

Não fale em público

É importante que essa conversa seja particular para não gerar nenhum tipo de constrangimento e não afetar o desempenho da equipe como um todo.

Dê dicas durante o dia a dia de trabalho

Não é necessário esperar até o dia do feedback para falar algo que aconteceu de errado há alguns meses. As orientações podem ser passadas diariamente ou sempre que necessário.

Proximidade

Com a pandemia, o estilo de trabalho remoto se potencializou. Diversas empresas contratam funcionários de outras cidades, estados e até mesmo países. Isso faz com que muitos nem se conheçam pessoalmente.

Por isso, é importante que o gestor crie a sensação de proximidade com seus liderados. Afinal, mesmo a distância, eles passam a maior parte do dia juntos. Que tal marcar um happy hour online? Ou até mesmo um amigo secreto com um vale-presente?

Fortaleça o relacionamento com o seu time em assuntos que não são apenas do trabalho

Com isso, o momento do feedback será ainda mais tranquilo e irá fluir como reunião de    alinhamento.

Aumente a performance da equipe
Com todas essas dicas, o feedback tem tudo para acontecer de maneira harmônica, contribuindo para gerar mais eficiência e colaboração.

Preparado para seu próximo feedback?

Por Isabelle Araujo – diretora de Operações da TotalPass, empresa de benefício corporativo que visa qualidade de vida.

Leia também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade-