17.8 C
Campo Grande

Moinho Cultural abre duas vagas de trabalho para início no primeiro trimestre de 2022

- Publicidade -

O Instituto Moinho Cultural Sul-Americano começa o ano com duas vagas de trabalho abertas. A primeira delas é para o cargo de secretário executivo e a segunda, administrativo financeiro. Para ocupar qualquer uma das vagas, é necessário morar em Corumbá (MS).

Para o cargo de secretário (a) executivo (a), pede-se preferencialmente que o candidato tenha formação superior nos cursos de Administração, Economia, Engenharia de Processos ou Ciências Sociais, além de especialização ou mestrado nas áreas de Processos, Organização, Comércio ou Artes.

Também é necessário conhecimento em cultura, terceiro setor, experiência em gestão de pessoas e relações institucionais. Outro requisito da vaga é que a pessoa selecionada resida em Corumbá, pois a função exige dedicação plena ao Moinho Cultural e disponibilidade para iniciar os trabalhos em março deste ano.

Os currículos podem ser enviados até o dia 4 de fevereiro para o e-mail [email protected], com a pretensão salarial.

Já para a vaga de administrativo financeiro, é necessário ter formação superior nos cursos de Administração ou Contabilidade e especialização em áreas ligadas a financeiro, controladoria ou contabilidade.

Também é necessário que a pessoa selecionada more em Corumbá, já que a função exige dedicação plena à instituição. 

Os currículos para a vaga podem ser encaminhados até o dia 21 de janeiro, com a pretensão salarial, para o e-mail [email protected]. A vaga é para início em fevereiro deste ano.

O Instituto Moinho Cultural Sul-Americano

Localizado em Corumbá-MS há 16 anos, o Instituto é uma OSC que oferta para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social de Corumbá, Ladário, Puerto Suarez e Puerto Quijarro, aulas de dança, música, tecnologia e informática; além de serviço de convivência e fortalecimento vínculo entre instituição, família, escola e participante, formação de intérpretes criadores para jovens e adultos, com a Companhia de Dança do Pantanal, Orquestra de Câmara do Pantanal e Núcleo de Tecnologia. Sua missão é diminuir a vulnerabilidade social na região de fronteira Brasil-Bolívia, por meio do acesso a bens culturais e tecnológicos.

Em 2020, o Moinho foi reconhecido pelo Instituto Doar com o Selo A, qualificando-se como organização certificada. Este reconhecimento legitima e destaca o profissionalismo e transparência da OSC, tendo como objetivo incentivar ainda mais a cultura de doação.

Atualmente, o Moinho Cultural conta com o patrocínio máster via Lei de Incentivo Cultural do Instituto Cultural Vale, bem como, patrocínio do Itaú Social, Itaú Cultural, VISA, BTGPactual, BRINKS e Comper, a parceria da J.Macêdo e FecomércioMS-SESC, parceria institucional da Fundação de Cultural de Mato Grosso do Sul, Prefeitura de Corumbá, Prefeitura de Ladário, Prefeitura de Puerto Suárez, Prefeita de Puerto Quijarro, Instituto Homem Pantaneiro, IFMS, UFMS, Acaia Pantanal e outros doadores pessoa física e jurídica.

Com informações da Assessoria de Imprensa

Leia também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade-