21.8 C
Campo Grande
sábado, 29 de janeiro de 2022

UFMS recebe Projeto de Eficiência Energética da Energisa, na Capital

- Publicidade -

A Universidade Federal de Mato Grosso do Sul foi contemplada pelo Projeto de Eficiência Energética da Energisa, na Cidade Universitária, em Campo Grande, com investimento da concessionária de R$ 195 mil para a substituição das lâmpadas e luminárias convencionais do sistema de iluminação pública dos setores 2, 3 e 4 por outras de LED. O serviço foi concluído no último dia 7 e irá beneficiar mais de 20 mil estudantes e servidores.

A substituição vai resultar na economia de energia de 119,69 MWh/ano. Ao todo, foram trocadas 243 lâmpadas. “Os projetos de eficiência energética são iniciativas com foco no uso consciente e seguro da energia elétrica. Centenas de pessoas são beneficiadas com iniciativas como esta aqui da UFMS. Além de economia, o projeto traz mais segurança para a população universitária. As lâmpadas de LED são mais econômicas e também têm uma vida útil bem maior”, afirma o diretor-presidente da Energisa em Mato Grosso do Sul, Marcelo Vinhaes.

“Desde 2019, a parceria com a Energisa tem possibilitado inovações importantes na UFMS, com a troca de quase 700 luminárias de postes nas ruas, avenidas e no corredor central. Isso, sem dúvida, representa uma melhoria substancial para a nossa comunidade universitária. Ficamos orgulhosos com esses avanços na inovação, na governança e na sustentabilidade e pretendemos em breve expandir essa parceria para os câmpus e novas ações em termos de energia limpa”, afirmou o reitor da UFMS, Marcelo Turine.
 
A estimativa da UFMS é que, com a substituição das lâmpadas nessa etapa, a economia anual seja de aproximadamente R$ 660 mil. Além disso, com o projeto, 95% dos postes de ruas e avenidas da Instituição receberam lâmpadas de alta eficiência.

“Na maior parte das ações, também contamos com a colaboração dos nossos pesquisadores. Temos os melhores em cada área do conhecimento e essa parceria tem beneficiado muito as decisões e implantação de ações administrativas. Por exemplo, futuramente também teremos o eletroposto, fruto de um projeto de pesquisa no qual será possível abastecer carros e bicicletas elétricas com energia fotovoltaica”, afirma o pró-reitor de Administração e Infraestrutura, Augusto Malheiros.

“A iniciativa é uma grande conquista para a nossa Universidade”, disse o diretor de Desenvolvimento Sustentável da UFMS, Leonardo Chaves de Carvalho. “Um dos principais temas quando nos referimos a práticas sustentáveis é a questão do consumo e gastos com energia elétrica”, acrescentou. O projeto faz parte do programa UFMS Sustentável.

“A iluminação do arruamento fica ligada das 18h às 6h do dia seguinte. São 12 horas todos os dias, então o principal benefício é a redução do custo de manter a UFMS iluminada. Outro benefício é na qualidade da iluminação”, afirma Rodrigo Alcântara, gestor do contrato de cooperação UFMS-Energisa. 

Com informações da Assessoria de Imprensa

Leia também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade-