31.8 C
Campo Grande

MS apresenta redução de todos os índices criminais pelo sexto mês consecutivo

- Publicidade -

Este é o sexto mês consecutivo que a segurança pública de Mato Grosso do Sul apresenta redução de todos os 12 índices criminais monitorados pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública. As maiores reduções foram registradas nos roubos seguidos de morte que caíram -54,5% e nos feminicídios -35,3%, no comparativo de outubro desse ano com o mesmo período de 2022.

Todos os crimes contra o patrimônio apresentaram reduções expressivas no período. Os furtos de veículos sofreram redução de -22%, os roubos em residências de -18,8%, os roubos de veículos de -19,1%, os furtos em residências -15,2% e os roubos em geral -12,5%.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Renato dos Anjos Garnes, acredita que o trabalho ostensivo e preventivo realizado pela PM no estado, bem como do esforço conjunto da corporação e a colaboração com a comunidade são fatores-chave para alcançar esse resultado positivo.

“Os índices de criminalidade diminuíram significativamente e devemos atribuir esse sucesso ao comprometimento dos policiais que trabalham incansavelmente para garantir a segurança da população”, destaca.

O levantamento realizado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul demonstra maior segurança nas ruas e comércios. Os roubos a estabelecimentos comerciais reduziram -13,3% e em vias urbanas – 11,3%.

Os trabalhos realizados por todas as forças de segurança também contribuíram para a preservação de vidas. Os homicídios apresentaram queda de -10,4% no mês de outubro deste ano, com 344 mortes violentas, em comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram registrados em Mato Grosso do Sul 384 assassinatos.

Para o Delegado-Geral da Polícia Civil, Roberto Gurgel Filho, a repressão realizada pela Polícia Civil também contribuiu para a queda dos crimes.

“A gente tem feito um trabalho de repressão muito forte buscando fazer com que o criminoso entenda que em Mato Grosso do Sul, o crime não compensa. Nós estamos extremamente felizes com esses números, com estas reduções, por poder passar para a população a segurança que ela tanto deseja. Isso é fruto de investimento do Governo do Estado e planejamento da Secretaria de Justiça e Segurança Pública”, enfatiza Gurgel.

Antonio Carlos Videira, secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública lembra que mais importante que a redução de índices criminais, é a sensação de segurança percebida pela população. “Sensação de segurança é indispensável para quem vive e para aqueles que investem no nosso estado”, pontua.

-85,7% de roubos seguidos de morte na capital

Expressivas quedas também foram registradas nos crimes contra o patrimônio em Campo Grande, onde os roubos seguidos de morte caíram -85,7%, os furtos de veículos -30,9, os roubos em residências -25,4%, os furtos em residências -22,5% e os roubos a comércios -14,7%.

Em números absolutos, significa dizer que em outubro de 2023 tivemos na capital 1 roubo seguido de morte, contra os 7 registrados no mesmo mês do ano passado. Furtos de veículos foram 639 casos a menos, dos roubos em residências foram 29 casos a menos, já que foram contabilizados 85 casos neste ano e em 2022 foram 114 ocorrências.

A titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Mato Grosso do Sul, Elaine Benicasa, atribui a redução de feminicídios ao resultado da maciça campanha e ações de toda a rede de proteção à mulher.

“A mulher informada se sente encorajada em fazer a denúncia e quando ela registra a ocorrência, solicita, na maioria das vezes, a medida protetiva, o que já causa certo temor ao autor. Muitas vezes é suficiente para que ele não reincida em novas ameaças, em novos crimes”, finaliza.

Fonte: Comunicação Sejusp

Leia também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade-