20.8 C
Campo Grande

MIS exibe o filme ‘Mataram meu irmão’ nesta quarta-feira

- Publicidade -

Será realizada nesta quarta-feira (11), às 19h, em formato presencial, a Mostra de Cinema Brasileiro Contemporâneo, projeto realizado numa parceria entre o Museu da Imagem e Som (MIS), unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) e o Curso de Audiovisual da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Aberto gratuitamente ao público, o evento acontece na Sala de Cinema do MIS. Será exibido o filme “Mataram meu irmão” (2013), de Cristiano Burlan. A classificação indicativa é de 12 anos.

Após a exibição do filme, acontece um debate mediado pelos professores Julio Bezerra e Vitor Zan, do curso de Audiovisual da UFMS. A intenção é propor uma análise técnica das obras dentro de uma linguagem acessível para a sociedade.

Fiel à sua missão de preservar e educar para o futuro, o MIS segue oferecendo à comunidade uma programação diversificada que compreende palestras, oficinas, cursos, seminários, mostras de cinema e exposições. “O MIS é uma unidade da FCMS que tem um papel importante na difusão e formação a partir do cinema, então contribuímos e colaboramos para que ações como essa sejam efetivadas e alcance o maior público possível. ”, destaca Pinheiro, revelando a importância do Museu da Imagem e Som na integração entre cinema e a sociedade nesta nova parceria.

O curso de audiovisual da UFMS tem investido em projetos de extensão, no sentido de beneficiar a formação cinematográfica dos acadêmicos e despertar o interesse de pessoas de fora da universidade para o curso. Segundo o professor Julio Bezerra, a parceria do MIS com a Mostra de Cinema Brasileiro Contemporâneo iniciou a partir de um incômodo. “Os nossos alunos não têm contato com o que de melhor o nosso cinema tem feito hoje. Os filmes não chegam por aqui. E, na minha opinião, é da maior importância que eles tenham esse acesso ao que é contemporâneo a eles”, explica o professor.

Para Marinete Pinheiro, coordenadora do MIS-MS, a Mostra de Cinema Brasileiro Contemporâneo é uma iniciativa que permite a formação de público local para o cinema nacional. “Acessar o cinema que está sendo produzido no Brasil, no momento, é uma necessidade para a construção fílmica local e um processo fundamental para os estudantes”, destacou.

O filme “Mataram meu irmão”, que vai ser exibido na próxima quarta-feira, reconstitui os detalhes da morte do irmão do cineasta e diretor do filme,Rafael Burlan da Silva, ocorrida há 12 anos. O cineasta Cristiano Burlan lança-se em uma jornada pessoal que conduz ao coração de um círculo de violência em torno dos bairros da periferia paulistana.

O Museu da Imagem e Som de MS (MIS -MS) fica na Avenida Fernando Corrêa da Costa, 559, 3º andar. Mais informações podem ser obtidas no telefone 3316-9178.

Fonte: Governo do Estado do MS

Leia também

- Publicidade -

Últimas Notícias

- Publicidade -
- Publicidade-